25 June 2006

Depois das marteladas....

Depois das marteladas, das sardinhas e da musica pimba do S. João nada melhor do que ir para a terrinha recarregar baterias, eis o cenário ideal a viagem perfeita mas nem tudo é cor-de-rosa...
Ainda não amanheceu e já estou atrapalhada, como sempre não sei os horarios da linha do Minho de cor, quase a dormir sentada na cama a pergunta era "Para que horas ponho o despertador?!?"..lá me decidi é claro que não serviu da nada afinal de contas umas horitas depois, so me dei ao trabalho de desligar o despertador....as horas passarama voar, quando acordei e consegui descobrir o horario do comboio, salvou-me a Li, afinal de contas ela é a sebenta dos transportes, "tens um daqui a uma hora, mas já não vais chegar a tempo", dizia ela...então depois de conformar com uma de autocarro (era a unica hipotese) peguei na folhita do horário e cheguei a conclusão que tinha um autocarro as 3h....arrumei tudinho, a correr como sempre e fui para a paragem...as horas começaram a passar e eu ali sentada a espera.....até que me lembro de voltar a ver o horario e não é que o bus que eu estava a espera ja tinha passado à uma hora atrás...e agora o que fazer?! é que ainda por cima não tinha o horario dos comboios, nem a Li por perto e ainda por cima não havia mais autocarros porque é sabado!! Bem la me decido e vou para o metro....é claro tinha que perder um metro so porque não ha passadeira...menos mal que o proximo veio logo a seguir, la vou eu cheia de malas e maletas em direcção a Campanhã sem destino...meia hora depois consigo finalmente visualizar o placard das partidas...."Ui Valença 16:15h?! (logo o segundo na grelha, eram 15:45H)..Não não é verdade!"....volto a olhar para o placard, e afinal parece que sim, parece que é verdade...nem acredito no meio de tanta confusão parece que consegui ter sorte...vou a correr para a fila afinal de contas este não posso perder mesmo...com a "ajuda" de uma funcionaria muito "simpática", (leia-se ANTIPÁTICA) a sorte dela foi eu estar cheia de fome e não ter muito tempo porque estive mesmo para pedir o livro de reclamações.
Com tanta correria eram 4h e eu sem almoçar o estômago ja estava colado às costas..fui a caixa multibanco (para quem não conhece a única na estação) e claro que não podia ter dinheiro, afinal de contas era sorte a mais para um dia só, num acto de desespero saco do porta-moedas e começo a contar os troquinhos, vou ao bar, que por sinal tem umas sandes optimas e relativamente caras, não consigo tirar os olhos de umas sandes em ponte forma com montes de cenas, mas os meus troquinhos não chegam fala quase 1€, contento-me, então com uma sandesita de lombo e alface e uma coisa la pelo meio que acho que era queijo fresco, a verdade é que sande estava optima :) e ainda sobram uns troquitos para comprar uns rebuçaditos (4), deram mesmo jeito durante a viagem ;), pela primeira vez cheguei a tempo a carruagem e consegui escolher o melhor lugar, ao fundo encostado a parece, com vista sobre o mar, neste caso é mais sobre a linha mas também não importa afinal de contas 80% da viagem é passado a dormir, 10% a comer os 4 rebuçados, 2% a picar o bilhete e a arrumar as maletas, 8% a olhar para a janela....a "ver o Minho de verão verdinho!"